ARTESÃOS

O nosso artesanato tem essência e muitas histórias

A equipa da Tamar viajou de norte a sul de Portugal para tecer uma rede de contactos com artesãos e mostrar que o artesanato não tem limites quando a criatividade é infinita.

Cerâmica e olaria

A cerâmica é a alma da Tamar. É uma paixão que nos corre nas veias.

Por isso, selecionamos cada um dos nossos artistas pela sua arte de provocar emoções, pelo seu estilo próprio de emprestar originalidade aos objetos, pela sua marca pessoal.

Eles fazem o que querem, quando querem, como querem. E nós gostamos disso!

Barro preto
O barro preto pertence a uma arte secular passada entre gerações de artesãos que se dedicam à produção de peças utilitárias e decorativas no norte de Portugal. Esta olaria, em vias de extinção, é hoje reconhecida como património cultural imaterial pela UNESCO.

Tecelagem tradicional e contemporânea

Os trabalhos de tecelagem com lã 100% natural são outra das maravilhas que descobrimos nas nossas deambulações pelo país.

Foi numa pequena casa perdida no meio do Alentejo que encontrámos estes maravilhosos tapetes, mantas, almofadas e sacos. Todos os trabalhos são feitos num tear artesanal utilizando fios naturais, como lã, algodão e trapo reciclado. Esta arte torna cada peça única e especial. E de qualidade superior!

Têxteis em pura lã

Foi no coração de Portugal que encontrámos mais um projeto 100% português, que apostou na reabilitação de teares antigos para produzir diversos produtos de moda e decoração, com destaque para as mantas, os casacos, os fantoches e os bonecos decorativos. Esta equipa acompanha todo o processo de transformação – desde a recolha da lã, a sua lavagem, cardação, penteação, fiação, tinturaria e tecelagem – até à ultimação.

Anjos de lã natural
Feitos à mão com muito amor e carinho, os anjos da guarda de lã natural transportam memórias ancestrais. É o artesanato, vivo e variado, a dar a conhecer as tradições antigas. Estes seres celestiais feitos em lã podem ser peças únicas ou montadas numa árvore mágica.

A arte de entrelaçar

Empreita Algarvia
As peças de empreita algarvia são um produto característico da região. Como em todos os produtos, há um pequeno segredo, que consiste nos saberes que são transmitidos de geração em geração.E assim renasce uma tradição bem antiga: a arte de entrelaçar a palma (folha proveniente da palmeira anã), cosendo e ligando cada um dos seus ramais, para produzir peças com alma e arte.
Cestas de junco
As cestas de junco já não servem apenas para levar compras ou a merenda, tornaram-se verdadeiros acessórios de moda. De todos os tamanhos, feitios e cores, estes cestos captam a atenção mal se entra na Tamar.Nas nossas prateleiras encontram-se cestas grandes, em versão mini e até para usar a tiracolo, todas elas exibindo padrões tradicionais ou mais atualizados, e diversas cores.Todo o processo de produção é manual e tem início com a apanha de junco de água salgada no verão. Fica vários dias a secar, seguindo-se a fase do tingimento, ao lume, com tintas naturais. Só depois se tece, usando fio de juta.

Esculturas de todos os tamanhos e materiais

Escultura em arame

Há artesãos inconformados que gostam de experimentar materiais diferentes dos habituais. E o resultado pode deixar qualquer um de boca aberta. É o caso de um jovem que há quatro anos se dedica a dar vida ao arame, a partir do Alentejo, onde vai domando os fios metálicos e transformando-os em animais selvagens e domésticos.

Quadros de pedras e conchas do mar

O artesanato vive de ideias apaixonantes, como os quadros feitos com pedras e conchas do mar, que são capazes de comover até o coração mais empedernido. Estas peças caracterizam-se pela sua ingenuidade e inocência, exibindo formas simples e uma grande quantidade de cores.

Presépios em miniatura
Os afamados presépios da lapinha também marcam presença na nossa loja. Estes autênticos e delicados presépios em miniatura são feitos com musgo, fragmentos de rocha, flores secas e minúsculas conchas marinhas. Dentro de redomas ou caixas de vidro, estes belos e frágeis presépios são perfeitos para estarem expostos em casa ao longo de todo o ano.
Tamar

“A obra de arte é um pensamento tornado vida; um desejo realizado de si mesmo”

(Ricardo Reis - heterónimo de Fernando Pessoa)